Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

UM PAR DE BOTAS

UM PAR DE BOTAS

"Olha uma Raposa...além!!"

Caminheiros, Eu e o Andarilhus fomos no dia 9/4 a Montalegre, mais precisamente à aldeia de Fiães do Rio fazer o PR4 Trilho do Rio. Começamos o percurso em Fiães do Rio. Subimos até Paredes,seguindo para Covelães e Travassos. Em Paredes para quem estiver interessado(a) vai a Leilão no próximo dia 17, após o termino da missa o "Estrume da aldeia". Quem quizer comprar estrume é favor de se deslocar a Paredes. Em Travassos encontramos um "Santinho de Rua" com uma inscrição na pedra muito gasta mas que se lia com os dedos: ODE 1796. Quem souber o que quer dizer...avise! Chegando a Travassos, continuamos a subir para Sezelhe. Aqui já com o castelo de Montalegre à nossa frente, e a Serra do Larouco, aussi! Descemos até Frades. Chegando a esta aldeia metade do percurso já estava completado: 11km. Como já eram 13:30, paramos para almoçar, num local mt bonito. Junto (por cima) a uma ponte em pedra. Fazendo lembrar as pontes romanas (será que não era?). Ficamos parados 30 min. Foi bom para descançar, e para recarregar as forças para a 2ª etapa. Começamos a caminhar eram 14 horas. Fomos para S.Pedro, 6km. Fizemos é um ritmo mt bom. E lá fomos para a última aldeia "tipica" do Portugal profundo: Vilaça. Mais 3km. De Vilaça para Fiães do Rio mais 3km sempre a descer. Chegamos ao termino da caminhada eram 16horas. Tinhamos começado o percurso às 10h30. Demoramos 5h30m com quase uma hora para fotografar a lindissima paisagem rural, e para almoçar. Foi uma etapa mt bem conseguida. Valeu a pena a viagem até Montalegre (2 horas do Porto). A paisagem é divina, as aldeias muitas delas "pararam" no tempo. O que eram no século XIX, ainda o são hoje. Vimos casas com telhados de colmo. Ouvimos sinos a tocar de 30 em 30 minutos. Os únicos ruídos eram do vento, da água, dos pássaros, e dos cães na passagem em cada aldeia. Havia muita, muita água. Muitos riachos, muitas represas, muita água pelos campos lamacentos. Nem parece que estamos num ano de seca. A paisagem estava a mudar. As àrvores que estavam a ficar secas, e com cor acastanhada, estão a ficar com a sua cor natural para esta altura do ano, com a cor Verde. Muito verde ao redor. Deslumbrante! Vimos um animal que está em vias de extinsão: o Burro. O ponto alto foi a miragem de uma RAPOSA no seu hatitat natural, foi de mais! Por isto, e por muito mais que a minha imaginação não consegue descrever a beleza da paisagem ao redor das aldeias acima sitada, é um local a não perder. E o percurso está muito bem marcado. São 22km de percurso, mas são muito fáceis, já que a paisagem ajuda...e muito! p.s.: Falta-me falar do "dialgo" dos pastores para com o gado...é de mais. Já tinha ouvido em programas na TV..mas ao vivo..é de mais! Vale a pena ouvi-los in loco! Fico a espera das fotos do Andarilhus.
publicado às 09:18

Patrocínios

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

AGENDA MENSAL

JANEIRO

7-8 SERRA DA ESTRELA

14 SERRA DO GERÊS

21 SANTO TIRSO

28 CAMINHA

FEVEREIRO

11 SERRA DO GERÊS

18 BARCELOS

25 AÇORES

25 CAMINHADA DE CARNAVAL

MARÇO

4 SERRA DO XURÊS

11 VIANA DO CASTELO

18 FAFE

18-20 PICOS DE EUROPA

20 ANIVERSÁRIO UPB

25-26 CHAVES

ABRIL

1 SERRA DO GERÊS

1 SERRA DA PENEDA

8 SERRA DO GERÊS

14 BAIONA

28-30 ALENTEJO

MAIO

1 ALENTEJO

13 MAIA

20-21 ANCARES

31 ANIV BLOGUE

JUNHO

3 PASSADIÇOS DO VEZ

3-4 SINTRA/SETÚBAL

10 SERRA AMARELA

15 GEIRA ROMANA

15-24 MARROCOS

24 LAGOAS DE BERTIANDOS

JULHO

1 CAMINHA

8 BUÇACO

19-23 PICOS DE EUROPA

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.