Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

UM PAR DE BOTAS

UM PAR DE BOTAS

Os senhores são exploradores

… perguntou a criança sonhadora, da povoação que nos viu entrar na serra.

 

Parque de estacionamento da LIDL de Valongo, dentro da tolerância estipulada, fez-se o ajuntamento dos participantes. Arrancamos pelas 10h para um belo dia de Sol… e muito calor.

 

Ultrapassados os últimos casarios, testemunhos de presença humana permanente (que eu julgava ser Couce, mas não é!), cheiramos os primeiros fojos e descemos a encosta desvitalizada pelos incêndios e com uma inclinação mais agressiva, na direcção dos fundos do local: o traço sinuoso e inquieto do Rio Ferreira. Foi um momento de aquecimento e despertar forçados! J

Seguimos paralelos à correnteza fresca, a contrariá-la em sentido oposto.

Chegamos ao primeiro momento “alto” do dia: passar a ponte ferroviário, suspensos, sobre um abismo simpático, por pequena placas metálicas…

Do metal à pedra foi um salto de pardal para a pedreira de ardósia… belos, diferentes e dispersos testemunhos de placas de xisto, abandonadas imerecidamente… Enquanto os olhos se regalavam, o corpo preparava-se para o que se seguiria… A subida, curta mas algo exigente. E quanto mais subíamos, mais emergia o mundo das gentes do vale… as terras de Valongo crescem a olhos vistos…

Lá no alto ousamos montar o costado da serra sob um Sol de calor intenso e esmerado em companhia. E deixamo-nos conduzir pelos caminhos abertos na paisagem: a do horizonte, que nos permitiu ser senhores sobre o Porto, Gaia e Gondomar; a do solo, que nos levou à travessia do espaço e de volta um outro extremo do Rio Ferreira. Já na ponte, deixamos uma saudação de passagem a um agrupamento de escuteiros… Cruzamos ainda com btt’s J, carros e motas L (da próxima vamos tentar suprimir estes encontros).

Um último estradão levou-nos à correcção da localização de Couce (!!!) e trouxe-nos de volta às proximidades do início… Todavia os aventureiros, indagados, resolveram fazer uma nova investida monte acima…

Ai, ai, foi o suar as estopinhas para arrancar equilíbrio e aderência àquele exíguo trilho que nos iria levar à Santa Justa. Mais umas pedrinhas atiradas a um fojo (para aquilatar da sua profundidade) e, como já era hora adiantada, paramos numa sombra da subida e almoçamos. Depois do repasto, decidimos recuar e descer para finalizar a empreitada. Mas, da próxima vez, é por ali que vai começar a aventura!...

Caminheiros participantes: Papoila, Nogueira, Pitões, Mamute, Andarilhus e a estreante Vallis.

Distância percorrida - 15.1 km

Tempo em andamento - 3h13m

Tempo parados - 47m45s

Média em andamento - 4.7 km/h

Média global - 3.8 km/h

 

No final, fomos saborear o excelente bolo de CHOCOLATE que o Mamute fez (diz ele, e eu acredito) e beber uns tragos. Juntem-se-lhe os rissóis de soja do Pitões ;).

Eu gostei, da companhia da serra, do Sol e dos caminheiros…

Bem haja a todos!

 

Andarilhus “(ºvº)”

XI : VI : MMVII

 

publicado às 10:32

Patrocínios

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

AGENDA MENSAL

JANEIRO

6 SANTO TIRSO

20 SERRA DA CABREIRA

27-28 SERRA DA ESTRELA

FEVEREIRO

3 SERRA D'ARGA

10 CARNAVAL UPB

17 SERRA DO GERÊS

24 CAMINHA

MARÇO

17 - 20 PICOS DE EUROPA

20 ANIVERSÁRIO UPB

24 GUIMARÃES

31 SERRA DO GERÊS

ABRIL

14 AZURARA - FÃO

21 SENHORA DA GRAÇA

25 - 30 CAMINHO DE SANTIAGO

28 - 30 ALENTEJO

MAIO

1 CAMINHO DE SANTIAGO

1 ALENTEJO

5 SERRA D'ARGA

12 SERRA AMARELA

19 SERRA AMARELA

26 SERRA DO GERÊS

31 ANIVERSÁRIO BLOGUE

JUNHO

1 SERRA D'ARGA

16 SERRA DO ALVÃO

23 VILA DO CONDE

30 SERRA DA ESTRELA

JULHO

1 SERRA DA ESTRELA

7 SANABRIA

20-31 ALPES - TMB

28-31 CAMINHO DO NORTE

AGOSTO

1-8 CAMINHO DO NORTE

4 SENDIM

11 CERVEIRA

18 ESPOSENDE

25 SERRA D'ARGA

SETEMBRO

1-5 PICOS DE EUROPA

15-22 AÇORES

29 SERRA DO GERÊS

OUTUBRO

5-7 COSTA DA MORTE

20 SERRA DA FREITA

27 SERRA DO GERÊS

NOVEMBRO

3 BRAGA

10 MAGUSTO UPB

17 VIANA DO CASTELO

24 SERRA DO GERÊS

DEZEMBRO

1 CERVEIRA

8 JANTAR DE NATAL

15 MAIA

22 SERRA AMARELA

29 SERRA DO GERÊS

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.