Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

UM PAR DE BOTAS

UM PAR DE BOTAS

TRAVESSIA DO PNPG: 70km

PITÕES das JÚNIAS - CASTRO LABOREIRO (num só dia)

 

E para "chatear" aqui vai o meu/nosso relato que me saiu longo e algo romanceado. Aconselho, pois, a lerem apenas a parte final com os dados essenciais registados pelo GPS. O resto são dados circunstanciais do percurso.
"Existem homens que sobem a (estas) montanhas apenas pela alegria de viver, pelo gozo da luta, pelo desejo de descobrir o seu mistério, pelo simples prazer de as conhecer".
Começo com esta frase inscrita numa das paredes do refúgio Elola, no Circo de Gredos e citada como rodapé nos mails do chefe, pois ela reflecte fielmente o espírito com que encarámos esta travessia.
Quero, em primeiro lugar, agradecer particularmente ao BM (mas que grande companheiro, amigo e montanheiro!), ao Rocas pela enorme disponibilidade (levantar-se às 2 e 30 para levar dois amigos é de louvar!) e ainda pelo apoio que prestou na 2ª parte do desafio. Uma palavra muito especial de agradecimento ao Medronho pela preocupação constante e incentivo, diria paternal, com que nos acompanhou. Foram vários os telefonemas ao longo do dia para se inteirar da situação.
A todos quantos nos dirigiram palavras de incentivo e/ou felicitações ( e foram muitos!) a nossa gratidão.
Quero dizer-vos algo tirado da minha experiência: estes desafios não são só para alguns homens ou mulheres, são para todos: é preciso treino, persistência, espírito de sacrifício e alguma dose de loucura saudável. De vez em quando convém testar os nossos limites para compreendermos os dos outros.
Esta actividade pode muito bem constituir um desafio para todos os elementos do nosso clube que, além de testar a forma e capacidade organizativa, testa também o sentido de entreajuda e fomenta a coesão do grupo.
Volto a lançar, atempadamente, o desafio para o próximo ano: travessia integral do Parque com começo em Tourém (cerca de 75 km) em 24 horas. Os pontos de possível entrada , saída, distâncias e graus de dificuldade são variáveis.
E agora os dados...
4 e 45 - Início da aventura ainda os galos dormiam e o breu cobria a face da Terra. Apenas as andorinhas chilreavam com o sussurro dos nossos passos.
Até à Ponte de Pereira (30 min) a navegação é fácil e os frotais eram suficientes para guiar os nossos passos. Passada a ponte, acaba o trilho e só as mariolas nos podiam guiar se... Feliizmente que ténues raios começaram a mostrar a alvura da capela de S. João da Fraga. Fomos contornando o imponente morro granítico e passámos, tacteando (com os pés!) uma zona de densa e alta vegetação.
Apagados os frontais, vimos o despontar empolgante do Astro-rei nos píncaros escalvados do Gerês.
7 e 25 - Avistámos o Prado das Negras, as fragas abruptas que o circundam e o paredão da barragem dos Carris.
7 e 45 - Lamalonga, lavandaria dos Carris e Salto do Lobo estavam sob a nossa mira. Um passo mais sonoro provocou o abandono do seu ninho a uma ave, deixando a descoberto 3 ovinhos. (Quando era criança não se podia falar em ovos ou passarinhos porque provocava om ataque das formigas. Para as iludir dizia-se "pedrinhas" e "sapinhos").
8 e 18 - Com 13,5 km fizemos uma curta paragem para hidratação e reposição de energias na Ponte das Abrótegas. Pouco depois registámos o esplendor de uma planta carnívora (penso que se chama drósera) mesmo junto à Ponte das Águas Chocas.

10.05 - Verificámos na Portela do Homem a "eficácia" das portagens. "As pessoas a pé não pagam" - disse-nos uma das simpáticas meninas.
Uma pequena paragem e iniciámos a ascensão para as antenas do Muro.
12.07 - Passado o fojo da Louriça, iniciámos a descida para o Lindoso, quase sempre por monte e trilhos tradicionais, onde tínhamos marcado encontro com o Rocas às 13 e 30.
13 e 22 - Visão imponente sobre o Lindoso (Castelo, espigueiros, casario e seu enquadramento montanhoso assente num vasto lençol líquido.
13 e 34 - Avistámos o Rocas que "protestava" pelo atraso de 4 minutos... Tínhamos 38 km nas pernas e era tempo de retemperar forças e receber o afago "hidratante" de umas loiras gostosas...
Aqui entrou a "lebre" que nos rebocaria até à meta.
16 . 01 - Tínhamos a Mistura de Águas a nossos pés e íamos fazer o vale do rio Peneda. Apesar da sombra, foi o troço mais difícil: acima dos 34º e um sufoco que nos fazia suar desde a raiz do cabelo até às extremidades unguiculadas, mesmo parados e com as botas dentro de água...
17.00 (51 km) - Passámos o Tibo a caminho da Peneda com direito a breves momentos de brisa suave.
17 e 27 - Beleiral.
18.08 (56 km) - Entrada na Peneda com 15 minutos para retemperar energias e mais uns afagos de loiras hidratantes. Protestos do Rocas que nem tempo tinha de comer e beber...
19 e 35 (61 km) - Bico do Pássaro e início da descida para o parque de campismo de Lamas.
20.00 (64 km) - Iniciámos a etapa final numa encosta íngreme e queimada. Decidimo-nos por um trajecto diferente do anterior e tivemos de subir mais alto ( e ouvir as "reprimendas"... Já com o alvo sob o nosso nariz, novo "erro" de navegação com direito a queda e saltos, quando os músculos não os suportavam.
21 e 30 (69 km) - Objectivo cumprido (e comprido!), cansados, mas felizes. Mazelas? Só no dia seguinte se mostrariam.
Tempo apenas para retemperar forças, negociar regresso ao Lindoso e tomar a direcção da caminha que tínhamos deixado quase 24 horas antes. Aqui ficam os dados GPS para que constem:


Distância percorrida - 69 km
Tempo de deslocação - 15 horas
Tempo parado - 1 hora e 42
Média de deslocação - 4,6 km/h
Média geral - 4,1 km/h
Desnível acumulado - 2640 metros
Elevação máxima - 1374 metros


Chefe, as fotos mando-as logo que possa.
GRD ABR para todos!
BM, Rocas e GM.

 

 

 

 

Galga Montanhas

 

 

p.s: ANDAR 70km em 15h na MONTANHA é OBRA. é mesmo de tirar "as botas" a este dois montanheiros UPB.

Com este feito o "Trilho 3x Minas" passou para 2º plano (35km em 11h); e esta passou a ser a nossa Caminhada-MOR.

 

PARABÉNS aos Galga Montanhas e ao Bicho do Mato...e ao Rocas pelo grande apoio logistico (e como esperava, pela "lebre") ;)


medronho

publicado às 00:03

Patrocínios

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    BM 14.07.2009

    E agora chamo doido ao Sapo!!! porque de vez enquando dá por terminado o meu comentário e publica!!!

    Image
    Resumindo e concluíndo, isto tudo tem sido uma doidice espectacular!!!

    Galga, obrigado por me teres metido na cabeça a fazer a travessia, é para repetir!! (isto é frase de alguém maluco). E obrigado por me teres deixado fazer companhia neste teu projecto.

    Rocas! Nem comento, contado ninguém acredita, obrigado pela disponibilidade, e para a próxima não tenhas tanta pressa em ir para a missa...
  • Sem imagem de perfil

    Girafa 14.07.2009

    Muito Boa Tarde!!..Image

    «Os doidos abrem caminhos que os sensatos depois seguem » 
    (Provérbio)
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    AGENDA MENSAL

    JANEIRO

    4 SERRA DO XURÉS

    11-12 SERRA DA ESTRELA

    18 LIXA

    FEVEREIRO

    1 SERRA DO GERÊS

    8 PÓVOA DE VARZIM

    22 CARNAVAL UPB

    MARÇO

    7 SERRA D'ARGA

    14-31 COVID 19

    ABRIL

    1-30 COVID 19

    MAIO

    1-30 COVID 19

    31 ANIV BLOGUE

    JUNHO

    6 SERRA DO GERÊS

    10 SERRA DO GERÊS

    20 SERRA DO MARÃO

    JULHO

    4 SERRA D'ARGA

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2005
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2004
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D

    Mensagens

    subscrever feeds

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.