Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

UM PAR DE BOTAS

UM PAR DE BOTAS

Aldeia Mágica + Na Senda de Paivó

No próximo domingo o CLUBE DE PRATICANTES DE MONTANHISMO - UM PAR DE BOTAS vai percorrer a Serra de Arouca. Iremos para Regoufe e Drave. Vamos realizar 2 trilhos em 1. São trilhos (muito) fáceis, onde tentaremos "agrupar" novos caminheiros com pouca experiência nesta fabulosa actividade que é o pedestrianismo (na serra). O Pedestrianismo é o 1º passo para se chegar/praticar o  Montanhismo…

 

 

 

O percurso da "Aldeia Mágica" é descrito assim pela Câmara Municipal de Arouca (a quem agradecemos a disponibilidade das informações prestadas):

 

 

 

PR 14 Aldeia Mágica

 

"Deixe o carro no início de Regoufe e passeie pelas ruas tranquilas da freguesia.

Partindo da capela, siga em frente, passando pelo meio da povoação. Vire no primeiro desvio à esquerda. Caminhe cerca de 100 metros entre muros de pedra que delimitam as hortas, até atravessar uma ponte sobre a Ribeira de Regoufe. Inicie o percurso por um carreiro do lado direito, marcado por uma subida de elevada inclinação, rodeada por mato e silvados, alguns carvalhos e, por vezes, eucaliptos e pinheiros. A meio da íngreme subida passará por um conjunto de castanheiros vetustos, de troncos ocos, marca da sua longevidade. Já no topo, deixe-se surpreender pela beleza e imensidão da paisagem.

Continue por um trilho à esquerda, envolto numa paisagem agreste de montes ondulados cobertos por um manto de montes baixos. Em breve, avistará, incrustada num vale fundo, a aldeia de Drave. É por entre xistos que se fará a descida.

Na entrada de Drave começam os originais muros de pedra, construídos de forma a sustentarem o homem nestas terras de acentuado declive. Nos dias de mais calor poderá, depois da caminhada, refrescar-se nas águas da ribeira de Palhais que atravessa a aldeia.

Para voltar faça o mesmo percurso, agora no sentido inverso, até Regoufe, onde poderá visitar ainda as minas abandonadas de volfrâmio.


Drave


Rodeado de altos montes, Drave é um lugar mítico. A visão que do estradão se tem do povoado lá no fundo, é surpreendente. O Solar dos Martins e a capelinha dedicada à Nossa Senhora da Saúde destacam-se do esceta dos montes, uns atrás dos outros, a recortar-se da luz do poente, é sublime. Sublime é também a perspectiva que a seguir se tem do Vale de Paivô.
A principal festa é a Senhora da Saúde, a 15 de Agosto.

Regoufe

Do solo deste local e das montanhas que o envolvem foram extraídas e exportadas toneladas de volfrâmio, sobretudo para as Forças Aliadas, servindo para o fabrico de material bélico, uma grande parte do qual utilizado durante a II Guerra Mundial. Durante esse período, as minas foram concessionadas a empresários ingleses que faziam a sua exploração.
As principais festas e romarias são o S. Amaro, a 15 de Janeiro, e a Santa Luzia em Agosto".


Distância a percorrer - 8 km: 4 km de ida e 4 km de volta

Nível de Dificuldade - Baixo

Desníveis -
Pouco acentuados, sendo inicialmente ascendente e depois suavemente descendente até Drave.

 

  

 

 

 

O PR 13 Na Senda de Paivô

 

 

Deixe o carro na entrada da aldeia de Regoufe, porque esta não é transitável. Descubra a aldeia, percorrendo as suas ruas estreitas. Aproveite também para visitar as minas de volfrâmio abandonadas.

Para iniciar o percurso terá que atravessar a aldeia até às últimas casas, localizadas na zona oeste, onde irá encontrar um trilho. Siga por ele e um pouco mais à frente encontrará um cruzamento. Vire à esquerda.

As grandes lajes que acamam o caminho e que seguem em direcção a Covêlo de Paivó, o lugar de destino, estão profundamente marcadas pelo desgaste das incontáveis passagens dos carros de bois, a lembrar histórias já esquecidas.

Ao fim de cerca de dois quilómetros a ribeira de Regoufe junta-se ao rio Paivó, que irá acompanhá-lo até Covêlo de Paivó. Estas linhas de água marcam fortemente toda a paisagem ao longo do percurso, sulcando um vale de grande beleza.

Ao chegar a Covêlo de Paivó poderá passear pela aldeia e, mais tarde, poderá procurar a pequena praia fluvial para um merecido descanso.

Para voltar ao ponto de partida é só fazer o mesmo percurso, agora em sentido inverso.

Covêlo de Paivó

Freguesia muito antiga, cujos habitantes vivem o presente de olhos postos no futuro. Apostando numa agricultura que já não é só de subsistência, mantêm o apego às tradições: desde a malha do centeio, passando pelas desfolhadas, até à matança do porco.
As principais festas e romarias são o S. Pedro, a 29 de Junho, a Festa do Senhor, no dia de Corpo de Deus, e as Festas em honra de Nossa Senhora de Fátima e de Santo António, em Maio ou Junho.

Regoufe

Do subsolo deste lugar e das montanhas que o envolvem foram extraídas e exportadas toneladas de volfrâmio, sobretudo para as forças aliadas e que serviram para o fabrico de material bélico, utilizado, em grande parte, durante a II Guerra Mundial, período durante o qual as minas foram concessionadas a empresários Ingleses que faziam a sua exploração.
Trabalharam  aqui cerca de 1000 pessoas, oriundas de Valongo, Viseu, etc.

Distância a percorrer - 9 km: 4,5 km de ida e 4,5 km de volta

Nível de Dificuldade - Baixo

Desníveis - Pouco acentuados, sendo descendente até Covêlo

Tipo de caminho - Tradicional, lageado e bem definido

Pontos de encontro: às 8horas no parque da FEUP, e/ou às 9h15 junto ao Mosteiro de Arouca

medronho

 p.s.: ver as "tags" "conselhos úteis" e "material na mochila...e respectivos comentários/sujestões.

 

 

 

publicado às 09:31

Caminhada Mágica

Caminheiros,

Neste domingo o UM PAR DE BOTAS (UPB) chegou à sua 25ª caminhada do ano 2006.

E nada melhor que um lindo local para chegar a uma boa marca - Arouca.

Os caminheiros foram "guiados" pela Flôr de L'Isa por terras não antes caminhadas (pelo UPB).

"Deixamos a almofada, calçamos as  botas e fizemo-nos à estrada.

A somar aos PR's já conhecidos, trilhamos o PR13 -Na senda do Paivó e PR14-Aldeia Mágica.

Rumo a Covêlo de Paivó com o espírito UPB ao encontro da Aldeia Mágica!

E se outrora, as gentes de Viseu e Valongo ocupavam estes sítios na busca do tão conhecido"ouro negro"; hoje pisamos estes caminhos onde a frescura das linhas de água e os recantos do verde nos trazem à magia das aldeias ao contacto do "Ouro verde" da natureza.

E por certo encantados os caminheiros participantes: Flôr d'Isa, Andarilhus, Passo Largo, Pé de chumbo, Pimenta , Colina pl'Ana, Senhora do Monte, Esteva, Maravilha da Natureza, Pardal e o Rui".
(Texto enviado pela Flôr)

Ficamos a espera das FOTOS do Andarilhus e do Passo Largo.


Medronho
p.s.: próxima caminhada dia 24 (nocturna)

publicado às 09:51

SERRA DE AROUCA

Caminheiros,

Dia 18 vamos mais uma vez para a Serra de Arouca.

Vamos trilhar os PR 13 - Senda do Paivô e o PR 14 - Aldeia mágica.

Para mudar (e cada vez mais) de "guia", esta vez vamos ter como presença máxima a Flôr de l'Isa.

É uma caminhada de dificuldade média.


Para TODOS os interessados, comparecer na FEUP às 7h15; e, ou no Convento de Arouca às 8h30.



medronho
publicado às 14:28

O sorriso mais lindo do UPB

Caminheiros,

Aos 8 dias do mês de Abril, do ano de Corpus Christi 2006, o UM PAR DE BOTAS partiu para as terras de Arouca. Fomos caminhar para os lados de Alvarenga.
O trilho começou junto ao santuário da Senhora do Monte. Já o sol ía bem alto quando começamos a pôr em marcha o nosso PAR DE BOTAS (10:50).
Eramos 22 caminheiros muito bem dispostos e prontos para calcorrear os montes que se aproximavam. Os 19km não intimidaram os 6 novos caminheiros UPB.
Tivemos um dia de SOL. Quem é que não ficou com uma cor avermelhada no corpo? pois...
Após a subida até à Pedra Posta, parámos para almoçar. O local era excelente, já que se podia ver o Vale de Nespereira para oeste, a Serra do Marão para norte, a Serra da Freita para sudoeste, a Serra da Arada a sul.... Já tinhamos percorrido 10km.
Após o reabastecimento das forças, lá começamos a descer a longa encosta até à aldeira de Bustelo.
Aqui parámos para beber qualquer coisinha...e lá seguimos caminho para a última etapa, chegar à Senhora do Monte. Foram mais 3km a subir.
No final ainda tivemos a habitual praxe dos NOVOS CAMINHEIROS (6), um SOBERBO BOLO de CHOCOLATE feito pela Jana da selva :)). E também uns bolinhos regionais que o Passo Largo trouxe :))

Foi mais uma etapa conseguida pelo UM PAR DE BOTAS. Espero que os novos caminheiros tenham gostado da nossa presença, como nós gostamos da vossa.
Apareçam!!

Tudo de BOM,

Boas caminhadas,

medronho
MSN: medronhum@hotmail.com

p.s: dia 14 lá estaremos...

PAPOILA e ESTEVA***************  tudo de BOM pra vocês. ENJOY. (Espero que chova toda a semana :P hihihi). Ficamos à espera dos VOSSOS comentários de longeeeeeeeeeeeeee


Podem ver mais FOTOS em http://fotos.sapo.pt/acaxinas
publicado às 08:52

Mais sobre mim

imagem de perfil

AGENDA MENSAL

JANEIRO

4 SERRA DO XURÉS

11-12 SERRA DA ESTRELA

18 LIXA

FEVEREIRO

1 SERRA DO GERÊS

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.